jump to navigation

Sucos naturais – Plano de Saúde Rio October 7, 2011

Posted by Plano Shop Saúde in Alimentação, Saúde.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Depois de eventuais excessos nas refeições, os sucos naturais podem ser um importante aliado para quem quer desintoxicar o organismo e ganhar mais disposição. A saúde dos intestinos tem profunda relação com a pele, o humor, a disposição e também com o controle de peso. Veja alguns sucos o e o benefício de cada um:

Suco de maçã: os poderes anti-oxidantes da maçã fazem deste suco um dos mais saudáveis. Isso quer dizer que a fruta ajuda a combater radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento e pela desregulação do organismo. Se quiser “turbinar” o suco, misture cenoura, beterraba ou aipo.

Suco de uva: também um poderoso anti-oxidante, com a vantagem de que ajuda a reduzir o colesterol e melhorar a circulação sanguínea.

Suco de melancia: um ótimo diurético. Se misturado com morango, o suco também ajuda na boa circulação do sangue.

Suco de abacaxi: um santo remédio para má digestão, porque concentra uma grande quantidade de enzimas. Assim como os sucos de figo e gengibre, o de abacaxi ajuda a controlar o colesterol no sangue e contribui para o bom funcionamento da vesícula biliar.

Suco de banana, pêra e alface: esses três ingredientes resultam em um bom antídoto para a insônia. Nessa área, não podemos esquecer o suco de maracujá, ótimo calmante.

Suco de mamão: por causa das propriedades digestivas do mamão, o suco ajuda a manter o intestino funcionando corretamente.

Suco de laranja com couve: é apropriado para quem sofre de anemia (ausência de ferro no sangue). A combinação cria um suco rico em ferro e em vitamina C, que por sua vez ajuda na absorção do mineral.

Suco de abacaxi, maçã, cenoura e gengibre: as enzimas digestivas do abacaxi e do gengibre, em especial, são auxiliares na digestão e evitam que toxinas se acumulem e dêem origem à celulite. Para ajudar no combate aos furinhos, esfolie as pernas com bucha vegetal, antes do banho.

Fonte: Dicas de Saúde

Advertisements

Diga Não a TPM! – Plano Shop RJ October 4, 2011

Posted by Plano Shop Saúde in Saúde.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

Para começar você deve prestar atenção na sua alimentação, pois ela ajuda muito a combater sintomas da TPM. Quase todos os sintomas da TPM têm alguma relação com a alimentação, que podem estar sendo consumidos em excesso ou escassez. Para isso é preciso alguns ajustes para que os benefícios apareçam, priorizando a ingestão de alguns e evitando a de outros.

O nervosismo, irritabilidade, depressão e crises de choro comuns nesse período são causados pelas baixas de cálcio e vitamina B6 no organismo, dias antes da menstruação.

Você não precisa gastar fortunas com medicamentos, o melhor mesmo é optar por alimentos simples e de fácil acesso. O cálcio, por exemplo, é comum no leite, iogurte, mas opte pelos menos gordurosos.

Já a vitamina B6 você encontra na carne, banana, batata, grãos integrais, lentilha entre outros.

Todo mês a mesma coisa. E boas partes das mulheres queixam-se de sintomas típicos da tensão pré-menstrual, pode ser dor nas pernas, inchaço, dor de cabeça, dor nos seios, irritação, entre outros.

É importante manter uma boa alimentação durante todo o mês, mas se não for possível, iniciar o consumo de 15 a 10 dias antes da menstruação pode fazer a diferença… Então mês que vem não será assim.

Fonte: Dicas de Saúde

Alimentação e enxaqueca – Plano de Saúde RJ August 8, 2011

Posted by Plano Shop Saúde in Alimentação.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
add a comment

A Enxaqueca é um problema muito comum. Os estudos mostram que uma pessoa a cada cinco sofre dela. Além de dor de cabeça forte, a crise de enxaqueca pode vir acompanhada de uma série de outros sintomas, como náuseas, vômitos, tonturas, visão embaçada, formigamentos pelo corpo, etc.

Uma crise de enxaqueca pode ser desencadeada pelos mais diversos fatores. A lista é infinita e varia de pessoa para pessoa. Seria angustiante e uma grande perda de tempo sair à busca de todos os alimentos desencadeantes em cada um dos enxaquecosos, e recomendar a todos que os evitassem. Aquilo que desencadeia crise de enxaqueca para um, não necessariamente para outro.

A solução não é viver dentro de uma bolha e sempre passando vontade, mas sim melhorar para que você possa vir a se expor a esses ingredientes, sem ganhar uma crise de enxaqueca em troca. Isso é a verdadeira melhora da enxaqueca!

Normalmente, quanto mais grave uma enxaqueca, mais fatores (alimentares ou não) podem desencadeá-la, maior sua predisposição. Quando meus pacientes melhoram, comentam com alegria: “Antigamente, se eu comesse tal prato, era enxaqueca na certa. Outro dia eu comi, e não senti nada!!!”

Ter sua enxaqueca desencadeada por um fator, no caso um alimento, nem sempre significa que ele a esteja causando. Significa que você está com uma doença (enxaqueca) que predispõe o aparecimento dos sintomas mediante qualquer coisa, por mais inocente que seja.

Existem, entretanto, alimentos que estão por trás da causa da enxaqueca.

Estes alimentos quando consumidos em excesso desequilibram importantes substâncias como hormônios e neuropeptídeos, podendo resultar na doença. Quando você tem a doença, aí sim, qualquer coisa pode desencadear uma crise.

Alguns alimentos são típicos desencadeantes de crises de enxaqueca para alguns portadores da doença, tais como bebidas alcoólicas, alimentos contendo aspartame, glutamato monossódico (que serve para enriquecer o sabor, sendo muito usado na cozinha chinesa), frutas cítricas, embutidos (salsicha, salame, etc), enlatados.

Na minha dieta poderá acontecer, eventualmente, de você já saber por experiência própria que um determinado alimento permitido (por exemplo, frutas cítricas) lhe desencadeia crises. Nesse caso, evite este alimento. Não é porque ele é permitido, que ele deva ser obrigatório.

O café, em particular, costuma ser consumido em quantidades excessivas, agravando os sintomas de dor de cabeça, e também os de ansiedade e de pressão alta para os que dela sofrem. Na minha dieta, a recomendação é que o café seja evitado completamente nos primeiros três meses.

Tão importante quanto evitar o alimento errado, é não deixar de se alimentar. Ficar muito tempo sem se comer leva a uma baixa do açúcar no sangue (hipoglicemia), para a qual as pessoas que sofrem de Enxaqueca são muito sensíveis. Coma 3 refeições bem balanceadas todos os dias. Nunca deixe a fome chegar. Evite “pular” refeições.

Por favor, não deixe de ler meu livro Enxaqueca – Só Tem Quem Quer, pois em suas 300 páginas ele contém muito, mas muito mais explicações e recomendações para você.

Com todas as dicas sobre alimentação do site e ainda mais detalhadas no meu livro, o objetivo é que após um certo período, você até possa ter, ocasionalmente, o seu “dia de comilão” sem que isso lhe cause crises e aborrecimentos posteriores.

Os conhecimentos adquiridos por diversas áreas da ciência nos últimos anos estão explicando o porquê da enxaqueca, em função dos alimentos. Compreendê-los, e suas propriedades pró e antienxaqueca, é um grande passo, um poderoso instrumento, no sentido de controlar, definitivamente, este mal. A maior farmácia do mundo está na nossa própria cozinha, e isso vale para a enxaqueca.

Mas infelizmente, nas últimas décadas, as pessoas foram aprendendo que cozinhar era coisa de gente desocupada, desatualizada, submissa. O consumo de alimentos industrializados aumentou vertiginosamente, assim como a enxaqueca, dores de cabeça crônicas, depressão e ansiedade.

Restaurantes fast-food reforçam a idéia de que comer é perda de tempo e, portanto, deve ser feito o mais rapidamente possível. Interesses de mercado, aqui também, influenciam dramaticamente. O que mais se vende são produtos ricos em carboidratos refinados, sejam eles preparados com açúcar, farinha ou amido.

Antigamente, o café era moído na padaria, você levava para casa e preparava no coador de pano. Atualmente, nunca foi tão fácil, rápido e barato tomar um cafezinho. Um refrigerante. Um suco (artificial, é claro). “Água? O que é isso? Se eu tomar, é capaz de eu passar mal!!! Meu organismo não aguenta!” Essa inversão de propriedades pode parecer piada, mas é assim que a maioria das pessoas que me procuram se referem a esse líquido tão precioso, tão saudável… e tão menosprezado.

Nós somos o que comemos. Essa frase nunca foi tão verdadeira. Você come, por exemplo, um frango. O frango, hoje, deixou de ser um alimento natural, para se transformar numa mistura de gorduras e hormônios totalmente alterados. Afinal, foi a base de doses cavalares de remédios, fatores de crescimento, antibióticos e suplementos artificiais que esse frango foi capaz de passar de um ovo a dois quilos de carne em pouco mais de um mês! Nós fazemos parte de um sistema chamado cadeia alimentar. Pense no peixinho que é engolido pelo peixe maior, que por sua vez é engolido pelo peixão. No final, ao comer um frango, você está comendo aquilo que ele comeu antes! Acredite: Ao contrário do que você e seu médico sempre acreditaram, o frango comum, que se encontra por aí, é um dos alimentos menos saudáveis que existem! Se os hormônios dele estão alterados, ao devorá-lo, os seus hormônios também se alteram. Sabemos que o desequilíbrio hormonal é um dos fatores determinantes da enxaqueca.

Fonte: Clique Saúde

Certifique-se: você tem enxaqueca ou dor de cabeça? October 28, 2010

Posted by Plano Shop Saúde in Saúde.
Tags: , , , , ,
add a comment

É comum os pacientes confundirem os dois problemas


A dor de cabeça nem sempre é enxaqueca. É comum as pessoas confundirem os termos. A enxaqueca é uma forma de cefaleia, mas não a única.

A Sociedade Internacional de Cefaleia reconhece mais de 150 modalidades de dor de cabeça. A enxaqueca é uma doença herdada geneticamente, como demonstram as pesquisas que estudam famílias inteiras e pares de gêmeos. Portanto, não se deve dizer que a enxaqueca é algo “normal” ou “com que se deve acostumar”.

A enxaqueca tem tratamento, embora, maioria das vezes não seja possível evitar completamente as crises. O diagnóstico é clínico.

Particularidades permitem distinguir clinicamente a enxaqueca de outras formas de cefaleia. A Sociedade Brasileira de Cefaleia apresenta algumas das características: manifestação por crises (duram de 4 a 72 horas, se não tratada) e tipo e intensidade da dor (é descrita como latejante, na maioria das vezes). A enxaqueca também tem outros sintomas, como intolerância à luz, a ruídos e a odores. Outros sintomas freqüentes são náusea e vômito.

Há fatores que podem agravar a dor durante uma crise de enxaqueca: abaixar a cabeça ou movimentá-la bruscamente, além de esforço físico e mental. Há ainda os pacientes que enxergam manchas no campo visual e sentem dormência, geralmente, nas pontas dos dedos, língua ou lábios.

Fonte: Site Donna DC

Procure sempre um médico. Você merece saúde. Plano Shop Saúde se preocupa com você.